EM CADA SONHO UM POEMA, UMA ALMA, UM CORAÇÃO DESFEITO DE MILHENTAS ATITUDES...SOLTA-TE PELO VAGUEAR DOS PENSAMENTOS, LÊ POESIA E DESCOBRE-TE NA IMENSIDÃO DAS PALAVRAS!...Yaleo 

Sexta-feira, 3 de Agosto de 2007
Rochedo quebrado
Presa ao destino do mar envolvido pelas ondas salgadas,
Sôfrego é meu pensamento
Infiltrado nas leituras de um livro que já leste.
Como me atrevo a procurar-te no meio do abismo dos teus sentimentos
Que outrora quiseste dizer-me e não conseguiste.
Levanto-me e sento-me no pensamento,
Presa à cadeira de um rochedo maduro,
Lá fico, solta nas ideias mas calada nas tentativas de falar 
O que sinto sair-me pelos poros salgados do meu corpo.
Tu olhas-me como se eu estivesse a anos-luz da tua órbita.
Fechaste o teu imaginário de rotinas científicas que te amadurecem a alma,
Sinto-me perdida.
Um barulho, um silêncio, sindroma do medo,
Mas as montanhas movem-se na nossa direcção.
Ficamos, é verdade, ficamos ali a falar de letras
E a juntá-las como se fossem peças de um puzzle que só se consegue montar a dois.
Porque lês, porque falas, porque me procuras,
Tantas interrogações para explicar uma dádiva divina,
Um Deus que sabemos que não existe,
Que somos nós prostrados um no outro sem diálogo,
Ou com ele mudo e surdo.
Como conseguimos viver o flagelo do amor sem dor,
Sem sofrimento, sem raiva, sem paciência.
Lutar por ti, é isso que vou fazer.
Pregar-te à minha cruz com pregos de prazer,
Coroar-te com coroa de espinhos de paixão que começo a sentir,
Rasgar-te as roupas finas de Primavera
E despir-te os preconceitos que tens e insistes em negar,
Esfaquear-te o peito, para que jorre o teu sangue que quero beber.
Perdoa-me a vida cruel que sinto e dá-me a chance de umas letras,
Para que possa juntar a palavra amizade.


publicado por Yaleo às 17:07
link do post | comentar | favorito

1 comentário:
De mariavieira a 5 de Agosto de 2007 às 14:43
Como me dizem tanto estas palavras!!!!

mariavieira


Comentar post

© Todos Direitos Reservados
.Flor
.pesquisar
 
.Outubro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.Poesias recentes

. GRITO

. A resposta

. "A minha janela" em Lisbo...

. Hoje...

. Feliz Dia da Mãe

. Para ti que existes

. Apresentação em Aveiro

. CONVITE - Apresentação em...

. Tempo

. Promoção do Romance "A mi...

.arquivos

. Outubro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

.links