EM CADA SONHO UM POEMA, UMA ALMA, UM CORAÇÃO DESFEITO DE MILHENTAS ATITUDES...SOLTA-TE PELO VAGUEAR DOS PENSAMENTOS, LÊ POESIA E DESCOBRE-TE NA IMENSIDÃO DAS PALAVRAS!...Yaleo 

Sexta-feira, 25 de Dezembro de 2009
Natal...

 

Natal, palavra emblemática no seu sentido ético e sobretudo religioso, afinal há quem diga que “Natal é quando o Homem quiser”. Não posso concordar com tal afirmação pois dentro de um contexto simples é aceitável, mas fora do contexto da época em que a data se assinala, perde o seu significado e pode levar-nos a deixar de perceber que neste dia nasceu alguém que mudou o “Mundo”, que Natal é uma Família.
Não é o Inverno que faz o Natal, não são os dias frios ou a neve que cai que fazem o Natal, pois se assim fosse não haveria Natal no hemisfério Sul. Natal não implica ser vivido num contexto de fé, indo à missa do galo, reunindo toda a família numa mesa recheada de iguarias. Natal pode ser vivido com a mesma intensidade por ateus, ou até mesmo pelos que dizem que odeiam o Natal e que afirmam não acreditar em Deus. Natal pode ser vivido à maneira de cada um e sendo cada um o seu próprio Natal.
Para mim o Natal não significa Deus, nascimento de Jesus ou uma data de calendário em que todos trocam prendas. Natal significa harmonia que se gera em torno das pessoas mais receptivas a ajudar o seu semelhante. Funciona como se alguma força magnética lançada sobre o “Mundo”  tornasse   as pessoas mais solidárias, mais afectivas, mais humanas, mais amigas umas das outras. É verdade que se reforça o espírito de família, que muitas vezes só neste dia se junta. Natal é aquele espírito que paira no ar, uma certa magia com a chegada da figura do Pai Natal, que desperta nas crianças o poder do imaginário, algo que agrada aos adultos, felizes por reviverem, através das suas proles, momentos de criança. É um dia em todos podemos ser crianças.
É este espírito de solidariedade “universal”, algo impossível de prolongar ao longo do ano, que torna o Natal mágico.   É certo que a sociedade de consumo vence todas as barreiras, estas alterações sociais e a mudança das estruturas  familiares, transformaram o Natal numa orgia  consumista, que suplantou o significado da Festa da Família e relegou a solidariedade para segundo plano.   É certo que os tempos mudaram, que hoje o Natal é vivido nos hipermercados, e nos grandes centros comerciais. Mas nós podemos mudar o Natal.
Tudo isto, na minha modesta opinião, e porque enquanto criança, mal dormia para saber qual o chocolate que tinha no sapatinho, aconteceu porque a magia do Natal deu lugar à magia do consumo desmedido e sem significado. Hoje o Natal não significa o nascimento de Jesus em que a mais importante é a família. Hoje o Natal, são os presentes que por vezes se trocam sem uma palavra de agradecimento.
E porque o Natal não vai deixar de existir, eu desejo a todo o “Mundo” um Feliz Natal e um 2010 com mais harmonia entre os Homens.


publicado por Yaleo às 11:40
link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De Victor José a 31 de Dezembro de 2009 às 17:22
Olá querida amiga. Desejo que tenhas sido novamente criança este Natal, que tenhas recebido e sentido tudo o que imaginas para um bom Natal. Agora estamos prestes a entrar em 2010, que venha ele e te traga tudo de bom... sonhos e realidades que te encham o coração de alegria... e claro muita poesia, muito sentir, muito sorrir e que seja também o TEU ANO, o ano da tua afirmação como poetisa – qualidades não te faltam!

Beijinhos
Victor José


De Hermínia nadais a 3 de Janeiro de 2010 às 20:22
Olá minha querida amiga!
Que seja, conforme o teu gosto, Natal todos os dias.
Um beijão


Comentar post

© Todos Direitos Reservados
.Flor
.pesquisar
 
.Outubro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.Poesias recentes

. GRITO

. A resposta

. "A minha janela" em Lisbo...

. Hoje...

. Feliz Dia da Mãe

. Para ti que existes

. Apresentação em Aveiro

. CONVITE - Apresentação em...

. Tempo

. Promoção do Romance "A mi...

.arquivos

. Outubro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

.links